Acesso Restrito

Você já parou para pensar sobre a importância da alimentação escolar nos dias atuais?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a obesidade entre crianças e adolescentes aumentou dez vezes nos últimos 40 anos.

A estimativa é de que 41 milhões de crianças menores de 5 anos sejam obesas ou estejam acima do peso no mundo. Por isso, a OMS já considera o problema uma epidemia global.

A obesidade tem relação direta com o desenvolvimento de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Entre as diretrizes apontadas pela OMS para combater esse problema, está a promoção de uma dieta e de hábitos alimentares saudáveis entre as crianças.

A alimentação escolar tem papel fundamental nesse processo, já que é na escola que as crianças passam boa parte do seu dia e realizam a maioria das primeiras refeições de sua vida, consideradas fundamentais para a formação de hábitos alimentares saudáveis.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então não perca este post.

A seguir, apresentaremos a relação entre a alimentação escolar e o desempenho acadêmico das crianças. Além disso, você poderá conhecer a proposta de alimentação saudável do Villa Campus de Educação. Confira.

Qual a importância da alimentação escolar para o aprendizado?

A alimentação saudável é importante em todas as fases da vida do ser humano. Em cada momento, existem necessidades diferentes que precisam ser atendidas. Na infância e na adolescência, a alimentação escolar pode ajudar no desenvolvimento de ossos, músculos, órgãos e de aspectos cognitivos dos indivíduos.

Minerais, vitaminas e outros componentes presentes nos alimentos estimulam o crescimento adequado e atuam na prevenção de doenças. É também durante a infância que os hábitos alimentares são formados. Além disso, a maneira como uma pessoa se alimenta no início de sua vida influencia uma série de questões na vida adulta, como o peso.

Dessa forma, a alimentação escolar tem um papel importante não apenas nos primeiros anos de vida das crianças, mas representa reflexos de longo prazo, que os acompanharão ao longo da vida.

Uma alimentação escolar de qualidade fornece os nutrientes necessários para que o cérebro possa funcionar de maneira adequada. Atividades como memorização e raciocínio, imprescindíveis para que o aluno tenha compreensão ao estudar e possa aprender, dependem de neurônios bem nutridos para transmitir informações entre as células cerebrais de forma adequada.

Já existem diferentes estudos que comprovam que alunos bem nutridos têm mais facilidade para compreender os assuntos e apresentam melhor desempenho escolar.

Pesquisadores já identificaram que crianças acima do peso podem ter pior desempenho em atividades de escrita ou matemática e que aquelas que consomem muito fast food têm mais chance de serem reprovadas no ano escolar.

Qual a recomendação diária de calorias na infância?

Para que as atividades corporais possam ser desempenhadas de forma adequada, o corpo precisa de energia e água. Essa energia é fornecida em forma de calorias pelos alimentos. A quantidade mínima de energia necessária para manter o corpo funcionando adequadamente varia em cada fase da vida e até mesmo de pessoa para pessoa.

Crianças e adolescentes, em sua maioria, têm um metabolismo mais acelerado que as pessoas mais velhas. Dessa forma, a alimentação escolar precisa levar questões como a faixa etária em consideração na hora de elaborar os cardápios que serão oferecidos aos alunos.

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), crianças de 6 a 10 anos precisam de 1500 kcal diárias, enquanto as de 11 a 15 anos devem consumir 2175 kcal diariamente. Já os adolescentes de 16 a 18 anos precisam de 2500 kcal por dia, segundo o órgão.

A falta de calorias tem resultados negativos, como a falta de concentração, da sonolência e da dor de cabeça, entre outros sintomas que prejudicam o aprendizado e o desempenho de atividades.

Mas não é apenas a quantidade de energia que precisa ser considerada na hora de planejar a alimentação escolar. A qualidade do alimento consumido também é fundamental. A alimentação deve se englobar equilíbrio entre proteínas, carboidratos, vitaminas, minerais e gorduras boas.

Assim, será possível garantir que o organismo da criança irá funcionar adequadamente, o que tem relação direta com o bom desempenho escolar, como vimos. Alimentos integrais, frutas e verduras são fundamentais para o funcionamento do cérebro.

De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, criado pelo Ministério da Saúde, a alimentação deve ser composta prioritariamente por alimentos naturais, como as frutas e verduras, ou minimamente processados. Os ultraprocessados, como o macarrão instantâneo e dos refrigerantes, devem ser evitados.

Como funciona a proposta de alimentação saudável do Villa?

O Villa Campus de Educação reconhece a importância da conscientização sobre a alimentação saudável desde a infância e o papel da escola nesse processo. Dessa forma, um de seus objetivos é trabalhar para que seus alunos desenvolvam o interesse por uma alimentação equilibrada e de qualidade, fundamental para a formação integral deles.

Para tornar isso realidade, todas as refeições e lanches oferecidos nos dois restaurantes e na lanchonete do campus são acompanhadas por um nutricionista. Esse profissional é capacitado para elaborar cardápios balanceados e variados, sem deixar de respeitar o paladar das crianças no processo.

O Villa Campus de Educação conta com a parceira Sodexo, uma das maiores empresas de serviços de alimentação do mundo, para oferecer as refeições. Na hora do consumo, um educador nutricional realiza uma série de atividades interativas e lúdicas com as crianças.

Para isso, são utilizados fantoches, pirâmide alimentar e pratos com carinhas ou em forma de bichinhos, entre outros recursos, para incentivar a prática de hábitos alimentares saudáveis entre as crianças, o que também será levado para fora do ambiente escolar.

Neste post, você viu como a alimentação escolar tem relação direta com o desempenho acadêmico dos estudantes. Um cardápio variado e balanceado, composto por carboidratos, proteínas, vitaminas, gorduras saudáveis e minerais, contribui significativamente para o desenvolvimento físico e cognitivo das crianças.

O Villa Campus de Educação reconhece a importância da escola no consumo de alimentos saudáveis e na formação de hábitos alimentares saudáveis nas crianças. Por isso, o Villa possui profissionais capacitados para oferecer alimentos adequados para cada faixa etária.

Saiba mais sobre a alimentação que o Villa prepara.