Menu

Acontece aqui

23.ago.18

Leitura como fonte de conhecimento para o mundo – Artigo Ser Mais Villa

Canta Villa 16 – Resultados

Saudosa época em que a leitura era realizada num âmbito de uma biblioteca a qual era pequena, simples, porém encantadora. A cada passo que dávamos, ouvíamos nossos pés batendo no chão de cimento, olhando aquela imensidão de livros em que por diversas vezes deleitávamos e viajávamos no mundo da imaginação, aventurávamo-nos nas palavras e conhecíamos o desconhecido. Eram personagens, lugares, ações, ficções que no nosso íntimo se entrelaçavam com a realidade. Líamos porque acalmava nossos corações, alimentava nossas almas.

Nós, educadores, sabemos que a leitura é considerada uma das atividades mais importantes para desenvolver, na criança, a imaginação, a sensibilidade e a memória. É através do contato com textos que ela adquire vocabulário e conhecimento para realizar a leitura do mundo.

A criança, a partir da linguagem oral, estabelece uma ponte para a linguagem escrita e diversas áreas do conhecimento. Parafraseando Paulo Freire, no texto “A importância do ato de ler”, as crianças leem o mundo e, a partir dessa leitura, elas o leem nas palavras. Dessa forma, podemos afirmar que o processo de alfabetização literária acontece desde antes do nascimento. Daí que a aproximação com o ato de ler se inicia.

Os mais conservadores, hoje, rendem-se às ferramentas de leitura num mundo aberto às possibilidades de encantamento, que vão desde o folhear de um livro, sentindo o cheiro da folha ao click high tech das plataformas e e-books. Hoje, nossas crianças e adolescentes estão cada vez mais envolvidos com a tecnologia e, com certeza, apropriando-se mais da leitura através dos vídeos, aplicativos e e-mails, deixando mais dinâmico e interativo o ato de ler.

O Villa entende a importância do hábito da leitura quando estabelece o multiletramento como uma dimensão curricular, solidificando pontes com o belo da literatura e produção de conhecimento de mundo. Propiciamos momentos de leitura para os nossos alunos tanto em sala de aula quanto em projetos pedagógicos, como a Roda Literária, na busca de vivenciar personagens que saem dos livros e entram na imaginação de cada um.

As leituras realizadas na biblioteca também são momentos de prazer e encantamento. Quem não gosta de ouvir uma boa história? Adultos ou crianças, não importa a idade, apropriam-se e se deleitam com uma boa narrativa.

Ana Maria Machado, uma das escritoras mais renomadas da nossa literatura, cita que: “dois fatores levam uma criança a gostar de ler: CURIOSIDADE E EXEMPLO.

Será que, como pais, podemos contribuir para que as crianças sejam leitoras mais envolvidas e envolventes? Costumamos ler com nossos filhos em casa ou ir às livrarias ou bibliotecas para ler com eles?

A criança deve ter um tempo para colocar a leitura em prática, e isso deve fazer parte da rotina: ela tem hora para ir à escola, fazer inglês, praticar esporte, brincar, mas os responsáveis (ou maior parte deles) não colocam na rotina o momento da leitura. O apreço pela leitura surge através do exemplo e incentivo, e nós podemos ser essa ponte.

Segundo Daniel Penac, “o verbo ler não suporta imperativo”, a criança lê porque se sentiu tocada de alguma forma pela leitura.  O encantamento vai surgindo à medida que vamos propiciando as diversas possibilidades e acessibilidade aos livros, seja ele em mídia ou impresso. E, lendo, vamos abrindo horizontes. Dessa forma, poderemos entrar no ranking dos países que mais leem no mundo, assim como os países indianos, norte-americanos e europeus.  Será que estamos longe dessa possível realidade? Não. O papel é desafiador, mas somos parte incentivadora desse processo.

Vale salientar que o estímulo dado à leitura na infância perpassa todos os campos do saber e aproveitar as novas tendências tecnológicas só torna a leitura mais interessante e prazerosa.

E você, já leu um livro hoje?

 

Referências Bibliográficas

MACHADO, Ana Maria. Mais que alfabetizar. Entrevista in. Revista Nova Escola nº 145, p.20-22, setembro, 2001.

Dica de site sobre literatura infantil: klovatto.vila.bol.com.br

*Pedagoga e contadora de histórias.

https://bvl.org.br/quais-sao-os-paises-mais-leitores-do-mundo/

 

 

Parceiros Villa


Av. Luis Viana, 7731 - Paralela
Salvador – Bahia
41745-130

Venha para o Villa.
Matutino, Vespertino e Programa Bilíngue.
Atendimento: Segunda a sexta, das 07h às 19h.

Para acessar o e-mail corporativo, clique aqui.
Copyright © 2015 - Villa - Campus de Educação.
Todos os direitos reservados.

Para acessar o e-mail corporativo, clique aqui.
Copyright © 2015 - Villa - Campus de Educação.
Todos os direitos reservados.