Acesso Restrito

De acordo com estudos da empresa de consultoria ManpowerGroup, 65% dos empregos que as pessoas nascidas entre 1998 e 2010 terão ainda não existem. Em um mundo cada vez mais globalizado e tecnológico, existem conhecimentos e habilidades necessários para se adaptar às mudanças e a escola têm papel fundamental no desenvolvimento dessas competências.

A Educação Bilíngue, além de possibilitar o aprendizado de um segundo idioma, imprescindível para conquistar melhores oportunidades de estudo e trabalho, também possibilita o desenvolvimento emocional e cognitivo dos alunos. No post a seguir, descubra o que é e como funciona essa modalidade de ensino. Confira!

O que é Educação Bilíngue?

Quando o assunto envolve idiomas e educação, existem três tipos que precisam ser diferenciados: educação bilíngue, ensino de idiomas e escola internacional. No ensino de idiomas, o aluno tem aulas sobre a língua que é ensinada. É o que acontece nos cursos de inglês, por exemplo.

Uma escola internacional, por sua vez, é uma instituição que adota o currículo de ensino aprovado por outra nação. Ela é indicada para quem é de outra nacionalidade e pretende voltar ao país de origem futuramente.

Por outro lado, na Educação Bilíngue, os alunos têm as aulas de diferentes matérias, como matemática e ciências, ministradas em duas línguas: a sua de origem e uma estrangeira, a exemplo do português e do inglês. Dessa forma, eles não apenas aprendem outro idioma, mas também desenvolvem competências e adquirem conhecimentos sobre a cultura de outros países.

A quantidade de aulas ministradas na língua de origem e no idioma estrangeiro pode variar nos diferentes níveis da educação básica, que vai do ensino infantil ao ensino médio, e de acordo com a instituição de ensino. No Ensino Infantil, as crianças devem ter suporte para se desenvolver no seu próprio ritmo e poder se alfabetizar em duas línguas.

Nos ciclos do Ensino Fundamental da Educação Bilíngue, o aprendizado dos idiomas deve estar ligado ao desenvolvimento de qualidades necessárias para a sociedade atual e futura, a exemplo de comunicação, empatia, reflexão, cooperação, respeito e resiliência, entre outros.

Já no final da educação básica, no Ensino Médio, o aluno pode ampliar seu vocabulário da língua estrangeira e desenvolver ainda mais as habilidades de escuta, escrita e fala em outro idioma. Assim, ele estará mais preparado para cursar o ensino superior em outro país, fazer intercâmbios e trabalhar em outras nações.

Quais são os benefícios da Educação Bilíngue?

A grande vantagem da Educação Bilíngue é que ao estudar em duas línguas os alunos aprendem um idioma estrangeiro naturalmente. Mas os benefícios dessa modalidade de ensino vão muito além do aprendizado de outra língua. A Educação Bilíngue também é responsável por um melhor desenvolvimento de aspectos cognitivos e de habilidades socioemocionais dos alunos.

Uma criança que tem a possibilidade de estudar em dois idiomas tem maior capacidade de concentração, melhor desenvolvimento de habilidades de escrita, leitura e fala, desenvolve o pensamento criativo, possui uma formação cultural mais rica e com respeito às diferenças, tem mais facilidade para aprender outros idiomas futuramente e até mesmo tem o cérebro protegido contra doenças degenerativas como o Alzheimer, para citar apenas alguns exemplos.

Qual a idade ideal para começar a Educação Bilíngue?

Não existe uma idade correta para matricular a criança em uma escola que oferece Educação Bilíngue. Porém, quanto antes isso acontecer, melhores serão os resultados. Afinal, o cérebro das crianças menores possui grande plasticidade cerebral, o que significa que elas têm maior capacidade de aprender e se adaptar a novas situações.

Dessa forma, o quanto antes a criança for exposta à Educação Bilíngue, mais fácil será o processo de aprendizado. Ainda que no início ela possa misturar palavras dos dois idiomas ao se comunicar, com o passar do tempo ela aprende a organizar a estrutura linguística de ambos os idiomas e passa a se comunicar perfeitamente nos dois.

Mas essa facilidade de aprendizado nos anos iniciais não quer dizer que uma pessoa só pode se tornar bilíngue se for alfabetizada em duas línguas ao mesmo tempo. Afinal, para se tornar fluente em um idioma, existe uma série de fatores que vão além da idade na qual a pessoa começa a aprendê-lo.

É o caso, por exemplo, da quantidade de tempo na qual o aluno é exposto à segunda língua e de interação realizada em outro idioma. Nesse caso, a Educação Bilíngue é ainda mais eficiente que os cursos de idiomas, por exemplo, pois oferecem maior contato com a língua estrangeira.

Como você pode ver, a Educação Bilíngue pode trazer inúmeros benefícios para os alunos que têm aulas nessa modalidade de ensino. O aprendizado simultâneo de dois idiomas pode acontecer desde o ensino infantil e, além de proporcionar o domínio de uma língua estrangeira, também possibilita o desenvolvimento de competências e habilidades fundamentais para a sociedade de hoje e do futuro.

Agora que você sabe o que é e quais as vantagens da Educação Bilíngue, veja como funciona uma aula Bilíngue em 360º no Villa!